Monsanto é acusada de comprar exército mercenário “Balckwater”

Segundo reportagem do jornalista Jeremy Scahill, publicada no jornal The Nation a multinacional Monsanto teria comprado o maior exército mercenário do mundo, o “Blackwater Academy”, que presta serviços de inteligência clandestinamente.


mosanto

O exército chama-se “Xe Services”, mas em 2009 foi rebatizado depois de se tornar famoso no mundo, com inúmeros relatos de abusos no Iraque, incluindo massacres de civis.

Segundo Scahil, o Blackwater continua a ser o maior contratante privado do Departamento de Segurança de Estado dos Estados Unidos e pratica o terrorismo de estado dando ao governo dos Estados Unidos a oportunidade de negar a autoria. O jornalista afirma ainda que oficiais da CIA e ex-militares trabalham para a Blackwater através de empresas criadas para desviar a atenção da má reputação do exército mercenário e ganhar mais lucro vendendo os seus serviços a outros governos, bancos e corporações multinacionais .

Monsanto – De acordo com Scahill, os negócios com multinacionais, como a Monsanto, Chevron, e gigantes financeiros como o Barclays e o Deutsche Bank, são canalizados através de duas empresas de propriedade de Erik Prince, dono da Blackwater: Total Intelligence Solutions e Terrorism Research Center. Esses directores e conselheiros fazem parte da Blackwater.

Um deles, Cofer Black, conhecido por sua brutalidade como diretor da CIA, foi quem teria contatado a Monsanto em 2008, e assinou contrato para espiar e infiltrar-se em organizações de Ativistas dos direitos dos animais, actividades anti-transgênicos e outras de interesse da gigante de biotecnologia.

O executivo Kevin Wilson da Monsanto se recusou a comentar, mas confirmou a The Nation que tinham contratado o Total Intelligence em 2008 e 2009, segundo a Monsanto somente para manter o controle de “divulgação pública” de seus adversários. Ele também disse que a Total Intelligence era uma “entidade completamente separada da Blackwater”.

Scahill refuta a afirmação com cópias de e-mails de Cofer Black, após a reunião com Wilson para Monsanto, a outros ex-agentes da CIA, a partir de endereços electrónicos da Blackwater, que comprovariam que a Total Intelligence havia se tornado “braço de inteligência da Monsanto, espiando activistas e outras ações. A Total Intelligence Monsanto pagou 127 mil dólares em 2008 e US $ 105.000 em 2009”.

Bill Gates – Quase simultaneamente com a publicação do artigo em The Nation, a Via Campesina informou a compra de 500.000 ações da Monsanto, por mais de US$ 23 milhões por Bill e Melinda Gates, que controlam mais de 90% da quota de computação proprietária e Monsanto, que por sua vez controla cerca de 90% do mercado mundial de sementes transgênicas e sementes comerciais.

Como a Monsanto, a fundação dos Gates também está envolvida na tentativa de destruir agrícolas rurais em todo o mundo, principalmente através da “Aliança para uma Revolução Verde na África” ​​(AGRA) e funcionaria como um cavalo de Tróia para despojar os agricultores africanos pobres de suas sementes tradicionais, substituindo-os com as sementes de suas empresas em primeiro lugar, finalmente, geneticamente modificado (GM). Para este fim, a Fundação teria contratado Robert Horsch em 2006, o diretor da Monsanto.

Via: http://www.diarioliberdade.org/mundo/direitos-nacionais-e-imperialismo/40367-monsanto-%C3%A9-acusada-de-comprar-ex%C3%A9rcito-mercen%C3%A1rio.html

http://brasiliaempauta.com.br/artigo/ver/id/2373/nome/Monsanto_e_acusada_de_comprar_exercito_mercenario

Artigo original: http://www.thenation.com/article/154739/blackwaters-black-ops#axzz2aZOs7MVM

 

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , | Publicar um comentário

Portugal’s Declining Economy

The Real News Network has an interesting interview with Porto-based journalist Wouter De Broeck who explains the economic and social situation in Portugal resulting from Troika policy. With the focus primarily on Greece and some of the bigger ‘crisis’ countries, this interview provides an interesting background to the Portuguese case, that tends not to be as much in the media spotlight as some of the others.

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , | Publicar um comentário

Assembleia Popular de Almada | Parque Urbano Comandante Júlio Ferraz, dia 27 de julho, 18h

Assembleia Popular de Almada | Parque Urbano Comandante Júlio Ferraz, dia 27 de julho, 18h

Vem reunir com outras pessoas interessadas em construir a democracia directa para encontrar soluções em comunidade.

Esta semana vamos falar de Democracia Directa versus Representativa e continuar a organizar alternativas.

Evento: https://www.facebook.com/events/567831969925101/

http://goo.gl/maps/rvtDL

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , | Publicar um comentário

Documentário Black Block

O documentário Black Block do diretor italiano Carlo Bachschmidt descreve os acontecimentos violentos que ocorreram durante os dias do G8 em Génova, em Julho de 2001.

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , | Publicar um comentário

#Grécia proíbe reuniões públicas e manifestações para a visita de Schäuble hoje em Atenas

grecia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A polícia grega proibiu reuniões públicas e manifestações em grande parte do centro de Atenas hoje, durante a visita do ministro das Finanças alemão, Wolfgang Schäuble.

A proibição vai-se manter entre as 9h e as 20h por “razões de segurança” e para “regular o tráfego”, de acordo com um comunicado no site da polícia grega. Proibição semelhante será imposta na rota a partir do Aeroporto Internacional de Atenas ao centro da cidade.

Foram impostas restrições semelhantes durante uma visita da chanceler alemã, Angela Merkel, em outubro de 2012.

Notícia via: http://www.bloomberg.com/news/2013-07-17/greek-police-ban-public-gatherings-ahead-of-schaeuble-visit.html

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , | Publicar um comentário

A PAH ocupa mais um edifício em Barcelona

PAHA Plataforma anti despejos #recuperou” um edifício propriedade do Banco de Valência, a primeira entidade a ser “resgatada” com dinheiro público. Exige agora uma negociação com o banco para alojar familias mediante o pagamento de uma renda social.

A Plataforma de Afectados pelas Hipotecas (PAH) de Barcelona ocupou um edifício vazio no centro da cidade numa nova acção denominada “Obra social la PAH”. Trata-se de um edifício propriedade do Banco de Valência, o primeiro banco a ser “resgatado” com dinheiro público (3 mil milhões de euros).

A intenção da plataforma, que já fez o mesmo em 13 outros edifícios vazios propriedades de bancos em todo o país, é negociar com os proprietários – neste caso com o Caixa Bank – para que se ofereça alojamento a várias famílias em regime de arrendamento social.

Segundo o comunicado publicado no site da Plataforma, este edifício “alojará quatro famílias, três das quais vítima de despejo, e uma quarta que conseguiu dação em pagamento, mas não tem casa para viver.

A PAH argumenta que está a recorrer à desobediência civil para garantir os direitos fundamentais que o Governo não garante. “Não temos outra opção”, assegura o comunicado onde recordam que se tentou modificar a lei das Hipotecas mediante a entrega de uma Iniciativa Legislativa Popular (ILP), que o governo recusou na “actual situação de emergência habitacional” em que muitas famílias não têm garantido o seu direito constitucional a uma habitação.

Criticam também o recurso ao Tribunal Constitucional do decreto andaluz anti despejos. “Enquanto o Partido Popular pressiona para retirar esta medida, e em vez de estende-la e amplia-la, depois de ter despejado as três medidas da ILP, que incluía o arrendamento social; a PAH põe em marcha a autotutela de direitos através da desobediência civil, porque não temos outra alternativa. Ou isto, ou famílias a viver na rua”, concluem os activistas pelo direito a habitação.

Via: http://www.publico.es/458817/la-pah-ocupa-otro-bloque-de-viviendas-vacias-en-barcelona

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , | Publicar um comentário

Projecção do Filme “Memórias de um saque” – Assembleia Popular de Algés

memorisaqueo

Próximo 18 de Julho, 21:30, Anfiteatro do “Café da Dança” no Palácio Anjos em Algés (Portão de Ferro em frente à Igreja)

Evento Facebook: https://www.facebook.com/events/494392923971671/

Na sequência do debate “Democracia e Dívida” promovida pela Assembleia Popular de Algés vai ser projectado o filme , “Memórias de um Saque” de Fernando Solanas , premiado com o Urso de Ouro em Berlim e Melhor documentário em Havana.

Uma das economia mais prósperas e liberais do mundo, a Argentina esteve à beira da ruína nas últimas duas décadas. O filme mostra de que forma a Argentina foi saqueada pela grandes corporações, de como o governo neoliberal de Menem conseguiu levar o país à bancarrota, privatizando tudo e servindo os interesses do FMI, Banco Mundial e OMC.
Mesmo amparada por governos democráticos após a ditadura terminada em 1983, o país enfrentou a corrupção, o desemprego e a pobreza. Este documentário analisa a crise argentina narrando estes eventos.
Genocídio Social, a Argentina passa da condição de país “de quase de 1º Mundo” para um país em que a maioria da população se torna miserável. Mortalidade infantil, desnutrição, abandono social total, endividamento externo fizeram a marca do que seria o “exemplo de neoliberalismo para o mundo”.

No fim se os participantes desejarem pode debater-se o filme.

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , | Publicar um comentário